Linguagem Corporal: O Espaço Pessoal


Distâncias zonais
O raio ao redor do indivíduo branco de classe média que vive no ocidente do planeta pode dividir-se em quatro distâncias zonais bem claras:

- Zona íntima (de 15 a 45 cm) É a mais importante e é a que a pessoa cuida como sua propriedade. Só se permite a entrada aos que estão muito perto emocionalmente da pessoa, como o amante, pais, filhos, amigos íntimos e parentes.

- Zona pessoal (entre 46cm e 1,22 metros): é a distância que separa as pessoas em uma reunião social, ou de escritório, e nas festas.

- Zona social (entre 1,22 e 3,6 metros): essa é a distância que nos separa dos estranhos, do encanador, de quem faz reparos na casa, dos fornecedores, das pessoas que não conhecemos bem.

- Zona pública (a mais de 3,6 metros): é a distância cômoda para nos dirigir a um grupo de pessoas.



Embora toleremos intrusos na zona pessoal e social, a intromissão de um estranho na zona íntima ocasiona mudanças fisiológicas em nossos corpos. 
Por isso rodear com o braço os ombros de alguém que se acaba de conhecer, embora seja de maneira muito amistosa, pode fazer que a pessoa tome uma atitude negativa em relação a você. 
A aglomeração nos concertos, elevadores, ônibus, ocasiona a intromissão inevitável nas zonas íntimas de outras pessoas. 

Há uma série de regras não escritas que os ocidentais respeitam fielmente quando se encontram nestas situações, como por exemplo:
- Não é correto falar com ninguém, nem sequer com alguém conhecido.
- Deve-se evitar encarar as pessoas.
- Deve-se manter "cara de paisagem", totalmente inexpressiva. 
- Se carregar um livro ou um jornal, simulará estar lendo. 
- Quanto mais pessoas houver no lugar, menos movimentos deve efetuar.
- Nos elevadores se deve ficar olhando o painel indicador dos andares.

Os rituais do uso do espaço
Quando uma pessoa procura espaço entre estranhos o faz sempre procurando o maior espaço disponível entre dois espaços ocupados e reclamar a zona do centro. 
No cinema, escolherá um assento que esteja na metade do caminho entre a extremidade da fila e o da pessoa que esteja sentada. O propósito deste ritual é não incomodar as outras pessoas aproximando-se ou afastando-se demais delas.


A distância normal para observar entre habitantes urbanos. 
A atitude negativa de uma mulher sobre cujo território um homem tenha avançado: anda para atrás para manter uma distância confortável.

Zonas espaciais urbanas e rurais
Os que cresceram em zonas rurais pouco povoadas precisam de mais espaço que os que cresceram em lugares densamente povoados. 
Observar o quanto alguém estende o braço para dar a mão dá a chave para saber se foi criada na cidade ou no campo. 
O habitante da cidade tem sua área privativa de 46 cm, e até essa distância estende o braço para saudar.
A pessoa criada no campo pode ter seu espaço pessoal de 1 metro ou mais e até essa distância estenderá a mão.


Fonte: Desvendando os segredos da linguagem corporal

Compartilhar no Google Plus

About Diego Trambaioli

    Comentar no Google+
    Comentar no Facebook

0 commenti:

Posta un commento